Evite o Alzheimer: apenas 1 exercício, todas as noites antes de dormir.

13/07/2018
Evite o Alzheimer: apenas 1 exercício, todas as noites antes de dormir. Doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa crónica e a forma mais comum de demência. A doença manifesta-se lentamente e vai-se agravando ao longo do tempo.

O que é Alzheimer?
O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade da pessoa. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição.
 

 

O cérebro humano é uma engrenagem tão perfeita que não dá para acreditar, como pensam os que não creem na existência de um Criador, que tudo foi obra do acaso.
Tudo no cérebro é rico em detalhes, uma engenharia inigualável
Graças a ele o ser humano chegou a todo esse avanço tecnológico dos dias atuais.
É devido a toda essa perfeição do cérebro humano que nós podemos ser criativos, aprender coisas novas, realizar atividades e sentir sensações.
A verdade é que o cérebro tem um poder grandioso e, como qualquer outro músculo, deve ser treinado.
 

 

Se treinarmos o cérebro corretamente, iremos mais longe na vida.
Acredita-se que podemos evitar a perda da memória na velhice e até doenças como o mal de Alzheimer se colocarmos o cérebro para trabalhar.
Para quem não sabe, uma dieta fraca nos afeta em todos os sentidos.
O mal de Alzheimer é uma doença que ataca geralmente idosos.
Segundo estatísticas, uma em cada cinco pessoas sofre com este mal.
Infelizmente, trata-se de uma doença degenerativa cuja cura ainda não foi encontrada.
Não é por causa disso que vamos nos entregar, não é mesmo?
A medicina natural tem um exercício simples que estimula o cérebro e ajuda na proteção contra o mal de Alzheimer e outras doenças que afetam a memória.

 

Ele funciona da seguinte forma: antes de dormir, deite-se na cama e lembre-se de tudo o que você fez desde que se levantou pela manhã.

 

Faça isso, de preferência, de olhos fechados, mas cuidado para não dormir.

Você tem que se esforçar para lembrar de todos os detalhes – quanto mais minuciosos, melhor.

Este exercício simples ajudará na preservação da memória, atenção e consciência.

Ele deve ser feito todos os dias, de preferência.

E pode ser praticado por pessoas de todas as idades – quanto mais cedo começar, melhor.

 

Além disso, para melhorar a saúde do sistema nervoso é muito bom ouvir música clássica, jazz ou melodias relaxantes.

Os pesquisadores dizem que a música coloca a mente em ordem.

Isso exige esforço e disciplina, mas vale a pena, é claro.

Afinal de contas, precisamos fortalecer os nervos, manter os vasos sanguíneos saudáveis e melhorar a memória.

 

Estágios do Alzheimer

A Doença de Alzheimer é caracterizada pela piora progressiva dos sintomas. Entretanto, muitos pacientes podem apresentar períodos de maior estabilidade. A evolução dos sintomas da Doença de Alzheimer pode ser dividida em três fases:

 

Estágio inicial: O estágio inicial raramente é percebido. Parentes e amigos (e, às vezes, os profissionais) veem isso como “velhice”, apenas uma fase normal do processo do envelhecimento. Como o começo da doença é gradual, é difícil ter certeza exatamente de quando a doença começa. A pessoa pode:

 

Ter problemas com a propriedade da fala (problemas de linguagem)

Ter perda significativa de memória – particularmente das coisas que acabam de acontecer

Não saber a hora ou o dia da semana

Ficar perdida em locais familiares

Ter dificuldade na tomada de decisões

Ficar inativa ou desmotivada

Apresentar mudança de humor, depressão ou ansiedade

Reagir com raiva incomum ou agressivamente em determinadas ocasiões

Apresentar perda de interesse por hobbies e outras atividades.

 

 

Estágio intermediário: Como a doença progride, as limitações ficam mais claras e mais graves. A pessoa com demência tem dificuldade com a vida no dia a dia e:

 

Pode ficar muito desmemoriada, especialmente com eventos recentes e nomes das pessoas

Pode não gerenciar mais viver sozinha, sem problemas

É incapaz de cozinhar, limpar ou fazer compras

Pode ficar extremamente dependente de um membro familiar e do cuidador

Necessita de ajuda para a higiene pessoal, isto é, lavar-se e vestir-se

A dificuldade com a fala avança

Apresenta problemas como perder-se e de ordem de comportamento, tais como repetição de perguntas, gritar, agarrar-se e distúrbios de sono

Perde-se tanto em casa como fora de casa

Pode ter alucinações (vendo ou ouvindo coisas que não existem).

 

Estágio avançado: O estágio avançado é o mais próximo da total dependência e da inatividade. Distúrbios de memória são muito sérios e o lado físico da doença torna-se mais óbvio. A pessoa pode:

 

Ter dificuldades para comer

Ficar incapacitada para comunicar-se

Não reconhecer parentes, amigos e objetos familiares

Ter dificuldade de entender o que acontece ao seu redor

É incapaz de encontrar o seu caminho de volta para a casa

Ter dificuldade para caminhar

Ter dificuldade na deglutição

Ter incontinência urinária e fecal

Manifestar comportamento inapropriado em público

Ficar confinada a uma cadeira de rodas ou cama.

 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..